ISTO É LOUSÃ

A Lousã foi dos primeiros sítios que conheci desde que estou com o Bu. Em tempos já foi a casa dele, quando era mais pequeno. Desde então presenteou-me com esta beldade. Quando vamos a caminho, os sítios por onde passamos são tranquilos e fáceis de fazer. Como é o caso de Ferreira do Zêzere, Cumeeira, Miranda do Corvo. Tentamos ir sempre pelo menos uma vez por ano e todos anos existe algo que muda na paisagem. As marcas dos fogos têm um grande impacto e fico sempre a pensar no porquê de ter acontecido.

A vila em si não é apenas uma vila, transmite tranquilidade e as pessoas são extremamente simpáticas. Tem um pouco de tudo, desde supermercados a cafés/bar, as melhores “lontras” e os melhores sítios para visitar. Como é o caso das Aldeias de Xisto da Serra da Lousã.  Ainda não visitamos todas, mas até agora adorei a todas e gostava de ter uma casinha numa delas (risos).

Da ultima vez que lá fomos, foi num domingo de sol. As estradas da serra na sombra ainda estavam com um pouco de gelo logo pela manhã. Não apanhamos transito e as estradas pareciam nossas, só perto da hora de almoço é que começaram a surgir carros. Confesso que fomos um pouco burros (risos) por ir no domingo, ou seja, quase todos os restaurantes estavam fechados à excepção de uma pizzaria. A Pizzaria Cosmos foi a nossa salvação! Infelizmente não tirei nenhuma fotografia, mas estava tudo tão bom que por vezes apetece-me voltar lá. A pizza vegetariana deles leva queijo, mas pedimos para trocar e claro que o fizeram de boa vontade.

Quase todos os restaurantes estavam fechados

Fui pela primeira vez ao Burgo, não tinha conseguido ir lá por causa da Kira e também por na altura do verão estar sempre com muita gente! Na entrada está situado o castelo da Lousa, mas tem uma coisa de diferente. É um pouco pequeno em comparação a outros que já visitei. Em Janeiro estavam lá muitas pessoas a passear, o bom daquela zona é que tem o restaurante o Burgo e que tem comida tradicional (não sei se tem pratos vegetarianos/vegan).

Fazia um pouco de frio lá em baixo, contudo tivemos que ir à descoberta. A forma como a água corria era relaxante e as  cascatas davam uma paisagem lindíssima. Fiquei bastante surpreendida com esta mini descoberta que está tão próxima da vila. Fica a mais ou menos 2km e é bastante fácil de lá chegar.

Parque Biológico da Serra da Lousã

Antes de irmos embora decidimos passar pelo Parque Biológico da Serra da Lousã. Confesso que desta vez fiquei um pouco triste por não ter muitos animais, contudo também é inverno e a hora do pôr-do-sol e tem uma grande influencia. Para mim os meus preferidos são os lamas. Quem é que não gostava de cuspir na cara das pessoas com aquela descontracção? (risos) Acho que ainda chatearam-se entre os dois por nossa culpa confesso. O lince ibérico também lá estava e sinceramente são muito lindos.

Com o objectivo de privilegiar e ajudar na conservação das espécies que habitam ou habitaram o território português, o Parque Biológico é a maior amostra da fauna selvagem de Portugal. Embora em cativeiro, estão integrados numa ambiente de floresta.”

A Lousã para mim é daqueles lugares que mais me cativa e sempre que posso quero lá voltar. Existe algo diferente, que nos outros sítios. E vocês já conheciam a Lousã?

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: