FILHO DE CRISTAL

Nos meus tempos de criança andava pela horta atrás do meu avô ou do meu tio. Passeava pelos regos e estava sempre cheia de lama, a verdade é que adorava porque é típico das crianças. Agora chegou a vez do tuquinha seguir as minhas pisadas, porque quem sai aos seus não degenera. Nunca pensei fazer dele um filho de cristal, aliás sempre o deixei andar muito à vontade porque as crianças precisam de explorar, mexer e quem sabe comer (risos).

Não quero fazer dele um filho de cristal

Tenho a noção que é preciso ter certos cuidados e principalmente estar muito atenta ao que fazem. Mas a meu ver isso não é desculpa para deixarem de brincarem ou mexerem em coisas sem sentido nenhum. Posso dizer que tenho a sala cheia de brinquedos, mas ele liga mais a um pacote de bolachas ou uma caixa do que aos brinquedos. Uma das coisas que ele mais gosta de brincar é com molas, tem algum sentido? Claro que não, são crianças!

Como devem ter visto nas redes sociais recentemente começamos a fazer a nossa primeira hortinha e finalmente está a dar resultados. Quando vamos para lá, ele vai atrás. Vai ajudando a tirar as ervas e ao mesmo tempo brinca com a terra, por vezes até come. Não deve ser lá muito saborosa porque as caras que ele faz são inimagináveis.

Está realmente a seguir as minha pisadas e sei que ele gosta. Sinceramente já não me importo se é necessário dar um ou dois banhos por dia, ou se é preciso mudar a roupa. Desde que ele esteja feliz e aprender é o que interessa. Chega de filhos de cristal, de colocar a casa como se fosse um autêntico perigo (mas atenção que existem coisas que é necessários certos cuidados como os detergentes por exemplo). Eles têm que aprender naturalmente e para estarem sempre limpos tinha comprado em nenuco.

Para estar sempre limpo tinha comprado um nenuco

Só porque está sujo num sitio não é preciso estar sempre a mudar de roupa, só porque quero ir para a relva não devemos de proibir. É uma criança e o lugar dela é a explorar e a sujar. Sei que temos um longo caminho pela frente, mas podemos ser mães-galinhas sem existir essa preocupação gigante!

Vamos preocupar menos e aproveitar mais. Eles gostam e merecem

28 Comments

  1. Sempre era uma “filha cristal” em casa, pois para a minha mãe mudar de roupa 2 vezes por dia era impensável e ainda levava qualquer coisa quando me sujava. Contudo, na casa da minha avó mexia em terra (comia também), tirava os morangos da terra mesmo sem estarem bons e comia, quando era necessário tirar os tomates pois já estavam bons, o meu avô dava-me essa tarefa (mesmo sabendo que ia comer uma boa parte, mesmo que tivessem cheios de terra), e as laranjas ao estarem pela terra ia sempre comendo alguma. Diziam mesmo que a terra não fazia mal nenhum, que podia comê-la (ajudava a crescer ahah) e que se não fosse boa não plantávamos nela. E sujava-me toda como é óbvio mas era naquelas tardes que era mais feliz. Acho que fazes muito bem em passar-lhe a mesma infância que tiveste. Sempre será melhor do que dar-lhe um telemóvel para estar entretido. Gostei imenso do post! (Até os nenucos sujávamos, imaginemos as crianças) Beijinho

  2. Excelente post e filosofia. Partilho da opinião de que as crianças precisam de ser livres, às vezes o problema é que os pais querem tudo muito certinho. Não pode ir para a terra porque aquela é roupa de marca e custa a lavar etc etc etc.

    Beijinhos querida Daniela! =)

    1. É isso mesmo, às vezes a grande parte da culpa é dos pais porque simplesmente não se podem sujar. Se fosse roupa barata já não havia tantos problemas :b

      Beijinhos

  3. Eu entendo o que queres dizer, e no fundo tu não vais ter um filho de cristal, porque és tu que educas.. Mas com esta sociedade mesquinha que nos rodeia, é que “quase nos obriga” ter um filho de cristal.. Sendo livre nas brincadeiras que conhecem o mundo e que aprendem a viver, porque todos nós passamos por isso.. e foi a maneira mais saudável de crescer.. mas vai tudo correr bem!
    Um Beijinho Grande*

    1. Para mim crescer a mexer em tudo é a forma mais saudável de crescer, assim é que aprendemos e vivemos!
      Muito obrigada minha querida <3

      Beijinnhos

  4. Sabes bem como concordo contigo! Uma criança só pode ser feliz se tiver a a experiência de cair e levantar. Come terra? Não tem mal nenhum é B12 ahahah.

    Fora de brincadeiras, tenho um imenso orgulho em ti e o teu tuquinha é um sortudo e no futuro vai-te agradecer e muito ♡

    Beijinhos*

    1. Nem sabes a quantidade de vezes que digo é B12! Ninguem compreende o porquê aahaha
      Muito obrigada por tudo! Temos que combinar melhor para ele conhecer a nova tia <3

      Beijinhos

  5. Que post fofo, falar sobre que crianças é sempre muito interessante,, eles tem uma imaginação tão grande que uma caixa pode virar uma grande caverna… mas com certeza o seu modo de pensar é muito legal, pois as crianças precisam mesmo ter esse contato e aprender!! 🙂

    Beijokas da Camila e Carol

    já estamos de volta e já tem novidades

    Vamos Papear 

  6. Como educadora, esta publicação é uma lufada de ar fresco, porque as crianças precisam dessa liberdade. Precisam de ver e de explorar as coisas à sua volta. Naturalmente, como referiste e bem, é preciso estarmos atentos a certos detalhes, mas a proteção excessiva não traz benefícios, muito pelo contrário.

    Beijinhos*

    1. Então tu melhor do que ninguem percebes isto, porque é a tua profissão, principalmente com muitas crianças. Vou ser sincera, acabo por notar que os pais já começam a pensar mais assim por isso :b

      Beijinhos <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: