blogger

SER MÃE A TEMPO INTEIRO – update

Às vezes temos que fazer um update a certos artigos e demonstrar a realidade por trás dele. Quando escrevi Sou mãe a tempo inteiro sinto que dei uma ideia que é tudo bonito, um mar de rosas. Na verdade ainda só tinham passado cinco meses desde o nascimento do tuquinha e eu ainda não sabia o que fazer da minha vida.

Um filho não é uma prisão nem muito menos um sufoco mas às vezes só precisamos de espaço. A verdade é essa! Tempo para nós, para pensar e por as ideias no lugar. Ao fim de um ano a opinião que tenho é completamente diferente de quando ele tinha cinco meses….

Read More

VIVER COM UM VAPER (VAPING)

Na nossa relação nunca tinham surgido as duas palavras juntas. Cigarro electrónico. Para mim não era mais do que uma espécie de caneta  que deitava fumo e era necessário andar sempre a comprar aquelas recargas estranhas. Mas como a maioria das pessoas, eu estava errada. Vaping é outra coisa.

Não sabia que o bu tinha conhecimentos sobre vaping (ou em português vaporizar), ou que alguma vez já tinha experimentado, mas aprendemos coisas estranhas com a nossa cara-metade, não é verdade? Acho que a forma mais explicativa, simples e resumida é parecer uma locomotiva a carvão. Não existe forma de esconder aquele vapor todo (a não ser que se altere algumas coisas), principalmente quando vamos a passear na rua….

Read More

SER BLOGGER

Quando iniciei o blog foi por curiosidade, por algo que queria fazer há mais de sete anos, foi algo que nunca pensei, foi por algo tornar-se um trabalho apesar de não receber um ordenado. Foi algo que decidi arriscar.

Sei que o método mais fácil é criticar os outros e o trabalho, ter inveja, mas isso é saudável? Quando outros bloggers conseguem chegar longe, demonstrar o seu trabalho na televisão ou num jornal, eu só posso aplaudir de pé. Não é por ser blogger que chegou onde chegou, é pelo trabalho que fez, pelo tempo que dedicou. A vida não é um mar de rosas, são raras as coisas que vêm de mão beijada….

Read More

RESPONDI ÀS PERGUNTAS SOBRE O WORDPRESS

Depois do post sobre a migração  do blogger para o wordpress, decidi fazer este post para responder às perguntas deixadas nos comentários. Já vi inúmeros posts sobre como migrar,  ou então sobre os prós e os contras de ambas as plataformas. Nunca vi nenhum dentro do género que ando a publicar, sendo assim dado o feedback decidi fazer este post.

Parecendo que não, recebi algumas mensagens e comentários a dizer que queriam saber mais. Nunca pensei que iria receber tão bom feedback quanto à mudança de plataforma, ou do template. Posto isto, vamos lá começar.

O template é gratuito? Foste tu que escolheste?

O template é pago, se não estou em erro paguei 3,15€ a um vendedor no site etsy. Já falei sobre esse site aqui no blog. Fui eu que escolhi, que o configurei e personalizei. Não foi uma tarefa fácil admito, porque estava habituada ao blogger. Para mim mexer em html é fácil e conseguia resolver tudo na hora sem procurar muita informação. No entanto, o wordpress acaba por ser diferente. Há quem diga que tem menos trabalho, eu achei que tenho mais, mas consigo chegar ao objectivo pretendido. No final valeu a pena e tornou-se bem mais prático.

Não aconselho templates gratuitos porque são muito limitados e nunca ficam como vemos ou queremos.

Qual o plano que utilizaste?

Como referi no post sobre a migração para o WordPress utilizei o plano intermédio. A meu ver é um plano óptimo e bastante acessível. Paguei 45€, que é pago anualmente mas engloba desde 10gb de espaço até migração gratuita, contas de e-mail ilimitadas, oferta de SSL e ainda suporte 24H/7.

Posso dizer que dos 10gb disponíveis ainda só utilizei perto de 400mb e a maior parte da utilização já vinha do blogger.

Já tinhas domínio antes?

Já tinha domínio antes. Comprei o ByDezassete logo ao inicio do blog no GoDaddy e desde então manteve-se. Por enquanto não irei mudar, mas mais tarde estou a pensar mudar e adquirir mais uma vez os serviços da Lusitec.

Blog dezassete - wordpress

Blog dezassete – wordpress

Com a migração perdeste todos os teus seguidores?

Infelizmente como são plataformas diferentes perdi todos os meus seguidores no qual já tinha perto de 450. Andei à procura de possíveis maneiras de transferir mas até agora não encontrei nada. O blog antigo ainda não o eliminei, simplesmente está a redireccionar automaticamente para este, por isso vou mantê-lo assim até conseguir encontrar uma solução para recuperar os seguidores.
Neste decidi não colocar seguidores porque vou dedicar o meu tempo à newsletter no qual podes ficar a par de todas as novidades.

Os comentários mantêm-se de uma plataforma para a outra?

Os comentários mantiveram-se mas com a mudança de um plugin, os antigos ficaram todos desconfigurados. É outra coisa no qual ainda ando também a estudar. Ao fim de uma semana consegui colocar o formulário de contacto como realmente queria. Mais uma vez não foi tarefa fácil, mas consegui (#proud).

Sentes falta de algum widget como por exemplo o GFC?

Por acaso não sinto nenhuma falta dos widget, apenas gostava de ter os meus seguidores (GFC) aqui no wordpress. Consigo ter à mesma widgets, com mais variedade. A forma de personalizar acaba por ser muito idêntica com o blogger, por isso não há nada que enganar.


Em  regra geral estou melhor servida com o wordpress. Esta ultima semana tem sido de muita aprendizagem, de muito conhecimento. Em certa parte estou arrependida de não ter escolhido logo o wordpress, mas no inicio também não sabia o que queria realmente com o blog. Agora que o meu principal objectivo é evolui-lo, sinto que estou no caminho certo e não há nada melhor do que isso.
Para a próxima semana irei fazer o update sobre o que estou achar desta plataforma, quais a dificuldades e as grandes diferenças que encontrei.

Estão a gostar destes posts sobre a mudança?

Queres adquirir um alojamento e não sabes onde? Entra no site da Lusitec e tens 10% com o código bydezassete ao comprar um plano de alojamento.

Mudei Para O WordPress

Estes últimos dias o blog esteve em manutenção porque finalmente decidi mudar de plataforma. Confesso que pensei muito, moeu-me imenso a cabeça e estudei bem a situação. Era uma coisa queria  finalmente ganhei coragem, mudei para o wordpress.

Não foi um processo demorado e até foi bastante prático graças à ajuda dos técnicos do serviço que adquiri.

Mas porque é que mudei?

Quando comecei o blog escolhi a plataforma Blogger, por ser gratuita, intuitiva, fácil de trabalhar. Não tinha a certeza do que queria com o Dezassete e nem sabia se iria durar mais de três meses conhecendo a minha pessoa. Acontece que o gosto pelo blog foi aumentado e a vontade de investir e evoluir acompanhou. Noto que para quem está no inicio o blogger é muito bom, mas ao fim de algum tempo notei que era um pouco limitado e aborrecido.

Qual foi o serviço que adquiri e porquê?

Quando perguntei no grupo Let’s Talk sobre empresas portuguesas que recomendavam para o alojamento do site a Carolina do blog Carolinafranco.pt indicou-me a Lusitec. Sinceramente engracei logo com a empresa, porque como disse além de ser portuguesa, a relação oferta preço estava era fantástica.

Primeiro enviei mail com as minhas dúvidas, porque como era a primeira vez não sabia bem como funcionava. Responderam uma hora depois, atenção que isto foi no Sábado à noite, porque mais uma vez cinco estrelas. Depois das dúvidas respondidas adquiri o plano intermédio , paguei por paypal e ficou tudo resolvido quanto a este tópico.

Como foi a migração do Blogger para o WordPress?

Sinceramente não posso comentar muito sobre isto porque eu não fiz nada, quem teve o trabalho todo foram os técnicos da lusitec. Uma das perguntas que fiz foi se a migração era gratuita, ao qual eles responderam que sim. Quando acabei de fazer o pagamento, enviaram-me logo mail a pedir os meus dados para fazer a migração. Penso que começaram a fazer a migração por volta das onze de sábado e às catorze horas de domingo tinha recebido um mail a dizer que estava concluído.

Primeira impressão do WordPress?

Não é a primeira vez que utilizo o wordpress.org (existem diferenças entre o .com e o .org), porque isso meio que já sabia no que me estava a meter. Acaba por ser mais difícil e dar mais trabalho, mas é compensatório. Por poucas palavras é mais profissional e trabalhoso.

Apesar de algumas dificuldades com o template, no fim até comecei a entender as coisas. Demorou muito pouco tempo para conseguir habituar-me minimamente a esta plataforma. Só tenho que agradecer pelo trabalho que a Lusitec fez, sem dúvida que não iria conseguir sozinha.

Gostavam de ter um update sobre o que estou achar do WordPress?

Queres adquirir um alojamento e não sabes onde? Entra no site da Lusitec e tens 10% com o código bydezassete ao comprar um plano de alojamento.

 

↑ Top of Page