NÃO COMETAS ESTES 5 ERROS – BLOG 101

Com esta nova coisa do “influenciador digital” queremos ter um canal no YouTube, blog ou até mesmo ser influenciadores digitais. Tentamos atingir um patamar superior, até eu tento todos os dias e não é novidade para ninguém. Estamos sempre à procura de formas para trazer conteúdo diversificado, melhorar as nossas técnicas e até mesmo aumentar as visualizações (também os nossos leitores). A verdade é essa, não há nada que enganar. Não me considero melhor do que ninguém, mas também não quero que se esbarrem assim.

O problema começa quando criamos um blog/canal/tanto faz e já temos um seguidor (que por acaso é a nossa avó) e nesse caso já pensamos que somos influenciadores digitais, que temos o mundo aos nossos pés. O ego sobe tanto que quando acordam a queda é bastante grande.

O ego sobe tanto que a queda é grande

Atenção: oferta é imensa, ou seja, cada vez existem mais e mais e mais (só para dar ênfase) bloggers/youtubers/tanto faz (eu também estou incluída ok?!) e de certa forma temos que marcar a diferença. Já a procura é pouca, com tantos canais e blogs as pessoas começam a ficar saturadas e “fidelizadas” apenas aquelas que já seguem algum tempo. Apesar de estar há pouco tempo neste mundo da blogosfera decidi dar a minha opinião do que não fazeres. Um blog 101 um pouquinho diferente.


Pedinchar por parceriasÉ excelente valorizar o nosso trabalho, mas também temos que ter consciência do que temos para dar. Por exemplo uma blogger com 100 gostos não vai pedir parceria a uma empresa com 100 mil gostos, certo? O que é que essa blogger tem para dar ou o que tem de tão bom para essa empresa fazer uma parceria com ela? Onde marca a diferença? Temos que ver bem a situação.

Olá, segues-me de volta? – “Olá tudo bem, segui o teu blog podes seguir o meu?” ou então “olá estou a mandar mensagem para seguires a minha página“. Será que isto é realmente necessário para crescer neste mundo? Será que estamos a tomar o caminho certo? Para mim torna-se tão chato ver ou até receber estas mensagens/comentários. Para não falar que é gastar tempo para quem o está a fazer.

Ter o Rei na Barriga – Além de dar a cara, temos que ter a noção que também somos humanos. Só porque esta é a nossa profissão ou o nosso hobbie não significa que somos superiores ou melhores do que os outros. Todos nós temos telhados de vidro.

Temos que ter a noção que também somos humanos

Obrigada pelo teu comentário – Quando recebo este comentário num dos posts fico possessa. Don’t ask me why, mas na verdade não compreendo o porquê das pessoas terem o trabalho de virem ao teu blog agradecer o comentário que fizeste no delas. Não dá para entender….

Desistir – Quando criei o Dezassete comecei acompanhar muitos blogs que tinham iniciado a jornada ao mesmo tempo. Sinceramente nada me dá mais pena do que ver que as pessoas desistiram. Isto não é fácil! Como disse a oferta é muita, mas a procura é pouca ou até mesmo limitada. Desistir não pode estar nos nossos planos.

Contudo não significa que não podem criar um cantinho online, mas a verdade é que estes exemplos são bastante fáceis de não os fazer, ou contorná-los. Ter um blog ou um canal faz bem, é um hobbie que ajuda a relaxar e a descobrir coisas novas. Estamos em constante crescimento e aprendizagem, mas uma das dicas mais importantes é nunca, mas mesmo nunca desistir. As coisas não caem do céu, as parcerias não aparecem aos 100 seguidores ou visualizações, mas sim com o tempo e com a experiência. Tomem nota que não crescemos sozinhos, por isso conversar, dar a conhecer, mostrar também é muito importante.

Se alguma vez imaginei que esta jornada seria tão boa? É óbvio que não. As pessoas que tenho vindo a conhecer são fantásticas e o que já consegui fazer é espantoso. Com isto quero dizer que no dia 21 haverá em encontro de bloggers, o Bloggers Talk em Leiria e mais tarde irei contar os pormenores de como foi aqui no blog (estou tão curiosa).

E vocês que dicas é que dão?

20 Comments

  1. Se há coisa que mais me irrita são essas mensagens a pedir para seguir. Não interessa se te identificas com o conteúdo dos blogues a quem pedes para seguir, o que interessa e dizeres que tens seguidores; pelo menos deve ser assim que essas pessoas pensam.
    Beijinhos!

  2. Concordo a 100% com tudo o que disseste, aquilo que mais me irrita é pessoas divulgarem o meu trabalho e depois mandarem a dica “não te esqueças de divulgar o meu” e depois porque eu não divulgo, porque não conheço ou porque não gosto que me impingem as coisas, porque quando faço é porque acho que merecem, bloqueiam-me no instagram. Como isso fosse algo normal…

    Um beijinho,

  3. Gostei tanto deste post. Acho que hoje em dia o que satura é as pessoas escreverem só porque sim sem partilhar um conteúdo útil. Eu adoro partilhar as minhas viagens, pois antes de as fazer faço uma pesquisa intensiva em vários sites e blogs do que quero ver e assim posso estar a ajudar alguém como eu. Confesso que muitos blogs que visito nessas alturas não são os que sigo diariamente, mas quando lá vou gosto de dar o meu apreço pelo conteúdo. Devia ser assim 🙂 E sim… comentários do tipo “segui-te, segue-me também…” enfim. Isso e comentários em que a pessoa não desenvolve “que bonito”, “gosto”… Mas pior só mesmo quando estás a falar p.ex. (como já me aconteceu) da ilha da Madeira e uma pessoa portuguesa diz “ai que sítio lindo, nunca ouvi falar”… G.O.D.!

    Beijinhos,
    Travel, Tips & Lifestyle

  4. Já ouvi falar do Bloggers Talk e tenho pena de estar longe 🙂

    Concordo contigo, especialmente com a sensação de ver blogs desaparecer – e outros, que tanto apontaram o dedo e foram menos corretos nas atitudes – renderem-se às parcerias, porque sim, sabe bem receber miminhos!…

  5. Concordo mil! Por acaso aquilo de comentarem a agradecer o comentário também me chateia um bocado xD especialmente quando praticamente é a única coisa que dizem, sem ligar propriamente ao nosso conteúdo. Mas concordo contigo em tudo! Depois quero saber como foi esse encontro em Leiria. 😀 Beijinhos

  6. Eu também fico furiosa com comentários desse género ou quando reparas que nem leram o que escreveste porque o que estão a comentar não faz sentido nenhum. Eu quando leio os blogs que sigo, ou comento com a minha opinivo sobre o assunto ou, se acho que não vou adicionar nada ou que não quero comentar, é simples: não comento. É certo que o que não faltam são pessoas em busca de seguidores para o seu blog, but please.. ao menos podiam mostrar algum esforço! Beijinhos

    1. Independentemente de tudo leio sempre o post, mesmo que seja por exemplo uma receita com carne ou peixe. Temos que ser assim para também receber. É o meu ponto de vista xD

      Beijinhos

  7. Ufa, estou safa, não cometo nenhum destes erros :p
    Brincadeira à parte, concordo totalmente com todos os pontos que mencionaste. Irrita-me profundamente que as pessoas pedinchem, que comentem só a pedir para seguir, que comentem só com a resposta ao comentário que deixamos, que se achem mais do que as outras, que se comparem e se queixem constantemente. Ter um blogue exige compromisso, independentemente de o utilizarmos como hobby ou de pretendermos fazer dele uma plataforma profissional. E dá trabalho, por isso, é importante que as pessoas percebam se estão dispostas a desenvolve-lo pelas razões certas ou só pelos números

    Beijinhos*

  8. Já muitas vezes estive perto do desistir por achar que não me enquadrava no mundo das bloggers de beleza, mas acabo sempre por perceber que não faz sentido, o meu blog é meu e não é por ter um estilo parecido ao de outras bloggers que sou menos merecedora de ter um blog 😛
    Obrigada pela partilha!

    Beijinhos*

  9. Completamente de acordo! Eu acrescentaria o facto de se dever tentar manter a decência e a nossa essência, ou seja, não nos deixarmos vender por coisas que não fazem sentido. Há blogs que estão cheios de banners e acho que fica tão mal…

    Um beijinho! ❤

  10. Tenho muita pena, daqueles bloggers onde o ego sobe.. é que deixam de transmitir quem realmente são e isso é uma pena. Afinal de contas, somos meramente bloggers.. (eu nunca iria considera-me importante, só lá por ter um blogue). Sim, eu já recebi coisas de borla, muitas vezes foram as marcas que vieram ter comigo (porque ir atrás de parcerias, não faz o meu género. Fiz uma vez e durou pouco tempo..). Mas é porque trabalho para isso, um blogue é um hobbie sim, mas dá trabalho. Pesquisar isto e aquilo para trazer conteúdo para o blogue e não fazer meramente publicidade a uma marca. Acho que a sinceridade também é muito importante. Se eu não gosto de x marca, eu refiro isso, há quem não faça (só para ficar bem com a marca), mas não estou aqui para enganar ninguém. Um blogger tem que ser o mais transparente possível, afinal de contas, mudamos de nome, somos: digital influencers- ou seja, influenciamos!
    Beijinhos grandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: