18 MESES DE TUQUINHA

O tempo passa literalmente a correr e quando damos por nós o Tuquinha está a deixar de ser o nosso bebé pequenino. Já completamos os 18 meses, e neste momento está com 82cm. Quase um metro quem diria (risos). Além de correr para todo o lado, por vezes faz imitações que nem lembra a ninguém. A personalidade é um misto dos dois (pais) só podia, não é verdade?

Entramos nos 18 meses com muitas birras na hora da refeição e todo esfolado, porque o tuquinha anda sempre cheio de pressa. Parece um homem de negócios, por vezes até anda com o telemóvel (de brincar) ao ouvido e todo emproado. A praia foi simplesmente fantástica. Sempre pensei que tivesse medo da areia ou que não fosse à água, mas na verdade enganei-me redondamente. Ele adorou mais do que qualquer coisa e foram tardes bem passadas (até mesmo nas praias fluviais).

A praia foi simplesmente fantástica

Gostou tanto da água que tínhamos de ser nós a tirá-lo quando já estava a ficar roxo ou a tremer. Por vezes até chorava porque queria mais. Areia foi outra descoberta engraçada. No primeiro dia fartou-se de comer, mas nos restantes lá percebeu que afinal não era bem essa função e começou a brincar. Graças a isso já o inscrevemos nas piscinas e será uma nova descoberta daqui para a frente. Estou também a pensar fazer um post de como será a primeira vez, mas depois tenho que ver.

Contudo nem sempre é um mar de rosas e ultimamente o stress tem estado ao máximo. Cheguei a uma altura que não aguento ficar o dia todo em casa e começar a trabalhar parece ser uma excelente opção. Mas noo fundo existe sempre aquele “bichinho” que deviria ficar mais algum tempo com o Tuquinha em casa. Já andamos a ver algumas Cresces, mas até agora nenhuma encheu a vista. Gostava que tivessem contacto com a natureza e não simplesmente plantar morangos nos garrafões à janela. Visitar uma cresce e ver logo três crianças aleijadas, o que vou eu pensar sobre isso sendo mãe de primeira viagem?

Gostava que tivessem contacto com a natureza

Outra das coisas que também me faz pensar várias vezes é alimentação. Parece que ainda não ganhei confiança com as pessoas. Uma coisa é dizerem que não há problema dele ser vegetariano outro é darem comida que não devem nas nossas costas só porque sim. Infelizmente as pessoas são assim.

Finalmente ano e meio completos, agora resta esperar e ver quais serão as novas traquinices do pequeno. Sei que não tenho publicado muito por aqui. Mas na verdade já não sinto aquela pressão de estar sempre a tentar encontrar algo novo para publicar. Quero agradecer a todos vocês por continuarem desse lado <3

Reader Interactions

Comments

  1. Andreia Morais says

    Nossa, o tempo parece mesmo que voa 😮
    Na qualidade de educadora, consigo perceber o quanto é assustador e gratificante acompanhar esse crescimento; perceber o que não conseguiam fazer ontem, mas que hoje já conseguem. Parece que não temos forma de absorver tudo. E eles continuam a surpreender-nos em cada passo que dão. Portanto, acredito que enquanto mãe isso seja ainda mais intenso.
    Infelizmente, algumas pessoas não são 100% tolerantes, porque dizem quem aceitam, mas depois têm comportamentos contrários. Eu posso não concordar com determinada escolha, estilo de vida, o que for. No entanto, a partir do momento que, do outro lado, tenho alguém que se rege por certos princípios, só tenho que respeitar

  2. Andreia says

    Parabéns ao baby e aos pais!
    Eles crescem rápido e nesta fase também cresceu o stress para mim lol.
    O César já fez dois anos e tem um génio lixado.

    Quanto às creches, se não tens pressa, vai analisando com calma.

    Um beijinho!

  3. Mel says

    Que texto mais lindo ❤ Não sou mãe mas entendo o teu desejo de que o Tuquinha tenha contacto com a Natureza, até porque imensos estudos já confirmaram que é bastante positivo em vários níveis. No distrito em que resides não conheço nenhuma creche com essas características, mas há uma em Lisboa. É longe, mas deixo-te o link na mesma: http://escolajardimdomonte.org

    Beijinho*

  4. Andreia says

    Se for como o que tenho lá em casa, os 2 anos ( chamados da adolescência infantil ), têm tanto de birras como de graça,

    As creches e escolas são sempre um dor de cabeça de ansiedades e indecisões. Na verdade existem muitos formatos de educação que ainda não tempos, ou, infelizmente não chega à nossa carteira, o que temos mesmo a fazer é escolher o melhor possível confiando no nosso instinto de mães!!!

    Beijinhos
    https://titicadeia.blogspot.com/

    • Daniela Santos says

      Pois la´está, por isso até agora o meu instinto de mãe não gostou de nenhuma :l Seja o que quiser :b

      Beijinhos

  5. Simone says

    Postar no blog tem que ser algo natural não algo que te deixa pressa, não se sinta cobrada e sempre que tiver algo vem compartilhar mesmo com a gente! Adorei ver sobre esses momentos da sua vida! Fiquei feliz demais!

  6. Ana Ribeiro says

    Está tão grande e tão giro. Eles crescem mesmo depressa.

    Acho que fazes bem colocá-lo na natação, com crianças todo o cuidado é pouco e assim se houver algum acidente ele saberá como se salvar sozinho.

    Beijinhos!

  7. Anabela says

    Realmente o tempo passa mesmo a voar.. É engraçado ver/conhecer as reações dele perante a praia.
    Daniela, não stresses com creches, cada coisa ao seu tempo. Quando menos esperares, um muito fixe vai-te aparecer à frente.
    Um bejinho grande (és uma boa mãe, e isso é o que importa)

    • Daniela Santos says

      Sim, passa mesmo a voar :b Por enquanto arranjamos solução, mas não acredito que seja fácil arranjar uma que idealizo :b

      Beijinhos <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

↑ Top of Page
%d bloggers like this: